top of page

DE QUANTO TEMPO SEU VÍDEO PRECISA?

Os Smartphones e o ecossistema de mídias sociais trouxeram um efeito devastador sobre a atenção das pessoas. Há alguns anos empresas e marcas queriam vídeos institucionais com duração média de 6 minutos. Hoje essa é uma alternativa bastante equivocada.

Tanto faz se você é do ramo de #Cosméticos, #Alimentos, #Agência, #ONG, #Marca ou até um #Partido Político! HOJE seu arsenal de comunicação audiovisual pode se valer de uma ampla variedade de produtos que podem contemplar filmes e vídeos de 6 SEGUNDOS a 2 minutos. Mas se você for, por exemplo, uma Consultoria, pode até produzir horas e mais horas de Conteúdo para vender treinamentos e cursos Online.

Não existe mais receita única, só uma infinidade de ingredientes para serem usados estrategicamente de acordo com seus objetivos. A mídia audiovisual de hoje lembra o título de um filme que está fazendo sucesso:


A TV aberta aprendeu e ensinou a lição bem cedo, padronizando seu espaço comercial em blocos de 30 segundos que até hoje permanece. Até os anos 2000, o "break" era praticamente a única fonte de mídia audiovisual além dos Cinemas.

Mas a internet "abriu a caixa de Pandora", oferecendo conteúdo audiovisual inesgotável para todos os gostos e minando de vez nossa capacidade de prestar atenção às coisas.

Então façamos do limão a limonada!


1) Defina o objetivo com clareza para saber seus limites de tempo.

No mercado, os valores giram entre 5 a 10 mil reais por minuto de (um bom) vídeo, então é preciso pensar com coerência e economia.

De modo geral, dá pra separar os objetivos de qualquer profissional de MKT dentro do velho funil:

(1) #Atrair, (2) #Converter, (3) #Fechar, (4) #Fidelizar. O (4) está mais relacionado ao pós-venda, então vamos desconsidera-lo.

Dentro desse universo você pode estar focado em:

a) Apresentar

b) Vender

c) Explicar

d) Provocar uma reação ou "Call to Action" específico, como ir para o site ou E-commerce do anunciante.

Essas funções abrigam mil possibilidades, como Depoimentos, Vinhetas, Comerciais tradicionais e animações.

Mas não se engane, não basta a compra do espaço. Um audiovisual amador cola a pecha de amadorismo na sua marca ou produto.

Para conquistar pessoas e não se tornar uma irritação ou uma piada, invista na FORMA E NA PRODUÇÃO.

Para um vídeo institucional, (usado para APRESENTAR) o ideal é que tenha uma duração de 1 a no máximo 2 minutos. Esse tempo é o suficiente para contar uma história, mostrar o que é preciso e não dispersar a audiência.

Segundo o Google, o período entre 3 e 15 segundos iniciais de um vídeo serve para o telespectador decidir se vai continuar ou não assistindo. Portanto, é fundamental que o vídeo de Vendas da sua empresa respeite a linguagem ideal para a persona do negócio.

Não tente misturar públicos e objetivos, como Venda e Explicação por exemplo, porque a tendência é perder os dois por conta da impaciência digital.

O depoimento de um cliente satisfeito, por exemplo, deve ter sempre menos de um minuto, como mostra uma pesquisa recente feita pela BrightLocal.

O mesmo estudo mostrou que vídeos com a demonstração de produtos devem ter entre 1 e 3 minutos, e tutoriais devem ficar entre 45 e 90 segundos.

Também é fato que ANIMAÇÃO é o formato preferido para vídeos explicativos.

Mas, segundo uma pesquisa da Hubspot, o público aceita vídeos maiores em certas plataformas e rejeita em outras. >>>


2) Defina as mídias (Redes) que serão utilizadas, e só depois o Tempo e/ou versões.

Na hora de divulgar também há um excesso de possibilidades que podem ser usados a seu favor. Afinal, hoje em dia é possível Atrair, Converter, Fechar e Fidelizar, TUDO dentro das redes sociais.

Antes a Propaganda era interruptiva, hoje ela pode ser disruptiva.

O #Facebook recomenda que as pequenas empresas tentem manter os vídeos em torno de 15 segundos, tanto quanto possível. Em um evento Boost with Facebook no Brooklyn, eles compartilharam que 47% do valor de um vídeo é entregue nos primeiros 3 segundos. Como proprietário de uma pequena empresa, vá direto ao ponto e transmita seu ponto principal o mais cedo possível. Mostre o melhor para primeiro!

No Facebook e no #Twitter, os vídeos começam a rodar automaticamente para os usuários, mas sem o som. É importante considerar isso, visto que 85% dos espectadores no Facebook estão assistindo com o som desligado!

No #Instagram e no Twitter o melhor é manter os vídeos com 30 e 45 segundos no máximo, já que essas redes sociais foram feitas para interações breves e dinâmicas. Um detalhe importante, caso você não saiba. Se não contar com um bom esquema de gestão das redes prefira usar o REELS do Instagram, já que o Stories só fica visível por tempo determinado e o REELS fica fixo. Já no Facebook o ideal é ter um vídeo de até 1 minuto.

O #Youtube é um caso a parte e comporta materiais maiores, de até 2 minutos, porque as pessoas estão lá para assistir a vídeos.

E mesmo em Shorts de entretenimento, como no gráfico abaixo, dá pra ver que a queda de interesse é exponencial a partir de uns 6 segundos.

Então, se você quer VENDER, experimente um formato BEM CURTO, abaixo de 30 segundos, com um bom Call To Action. Não se esqueça que o público não está lá para ver propaganda, mas para se divertir, então PRODUZA UM VÍDEO PROFISSIONAL PARA TER RESULTADO.

Se for para APRESENTAR, evite passar de 1 minuto.

E se for para EXPLICAR, tente ficar abaixo dos 2 minutos ou dividir em mais de 1 vídeo.


O YouTube Ads dá às empresas a oportunidade de fazer publicidade na plataforma, inserindo anúncios nos vídeos aos quais o usuário assiste. Por meio de ferramentas de segmentação, você pode fazer sua marca alcançar pessoas que têm o potencial de se tornar clientes.

Como o YouTube Ads faz parte do Google Ads, é por lá que se faz, por exemplo, o planejamento das campanhas, a configuração de público, o ajuste de orçamento e, claro, o acompanhamento das métricas. Confira os tipos de anúncios.

Bumper ads (Anúncios breves não-puláveis)

Os bumper ads são anúncios de curta duração – seis segundos ou menos – exibidos antes do conteúdo desejado, podendo, inclusive, aparecer no meio de um vídeo, interrompendo-o.

Esse tipo de anúncio não pode ser ignorado, então cuidado para não causar um efeito negativo na audiência. O lado bom é que VOCÊ SÓ VAI PRECISAR PRODUZIR UM VÍDEO DE 6 SEGUNDOS, QUE É EXTREMAMENTE BARATO. UMA VINHETA PODE RESOLVER SEU PROBLEMA.

Anúncios de video discovery

Os anúncios de video discovery são exibidos, por exemplo, na tela de busca quando o usuário pesquisa alguma palavra-chave. Os anúncios de video discovery também aparecem nas recomendações de vídeos relacionados ao tema.

Anúncios de video action

Este novo formato foi criado levando em conta a situação de muitas empresas durante o isolamento social provocado pelo novo coronavírus.

Com tantas lojas fechadas, os comerciantes precisaram encontrar maneiras de vender mais no ambiente digital, e o Google decidiu implementar novos recursos nos anúncios do YouTube.

Em junho de 2020, o Google criou os anúncios video action, um formato de anúncio que dá ao usuário a oportunidade de navegar por um catálogo de produtos, visualizar preços e, por fim, clicar em um botão “Shop now” (“Comprar agora”).

Ainda é para poucos, mas promete.

Confuso? Então relaxe e assista um vídeo feitos pelos reis do Youtube, contratados pelo próprio Youtube, pra explicar os formatos de anúncios mais utilizados.

E na hora de produzir QUALQUER MATERIAL AUDIOVISUAL, conte com a gente!

Até a próxima!





Beto Sporkens, é Cineasta formado pela FAAP/SP, roteirista e diretor audiovisual, documentarista premiado mais de 35 vezes em festivais nacionais e internacionais, e especialista em Storytelling.

Seu trabalho consiste em transformar temas complexos e/ou espinhosos em materiais fluentes e estratégicos para atingir objetivos específicos.

Atende ou já atendeu a algumas das maiores empresas e ONGs do Brasil e do mundo.


CONTATO

Beto Sporkens - imagica Audiovisual

+55 (11) 9 8659 0807





13 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page